TER Carrapateira

Projeto | 2019

Autores: Visionarte, Atelier de Arquitetura

Descrição:

O edifício que propomos alinha com a extrema Sudoeste do terreno, que confina com a Estrada da Praia e desenvolve-se no lote em dois corpos distintos paralelos entre si e unidos por um volume de menor impacto. O espaço vazio definido pelos volumes que compõem o corpo edificado, formam dois pátios um de entrada e destinado à utilização dos utentes e outro para uso privado dos proprietários.

É pela Estrada da Praia que se acede ao estacionamento nas traseiras do edifício. Também é nesta frente de rua que existe uma entrada com uma rampa de acesso à cave de estacionamento privado dos proprietários.

O volume que se distingue mais a norte do lote e que se desenvolve desde a extrema que confina com a via pública até ao limite da área de povoamento disperso é onde se se encontram os espaços destinados a uso exclusivo dos proprietários para sua residência.

O corpo edificado destinado às unidades de alojamento localiza-se mais a Sul no terreno e é paralelo ao destinado à habitação dos proprietários.

Estes dois volumes estão unidos transversalmente por outro espaço que comporta uma sala de estar/ refeições. Este volume define dois espaços exteriores distintos, um para uso dos visitantes que tanto funciona como prolongamento do espaço de estar / refeições como funciona de pátio de entrada/ chegada do Turismo. É por este pátio que o requerente tem o principal acesso à sua residência e é também por aqui que quatros das seis unidades de alojamento comunicam com as áreas de uso comum tanto exteriores como interiores.

O outro espaço exterior definido pelo volume transversal aos dois volumes principais, é um pátio a nordeste de uso exclusivo do proprietário que comunica diretamente com a sua sala de estar.

O edifício proposto, dada à cércea permitida nos pelos indicadores urbanísticos para as áreas de povoamento disperso, consegue beneficiar de aproveitamento de sótão em mezanino, que com a utilização de duas mansardas, a sua área de utilização real é majorada. Assim sendo conseguimos um aproveitamento de sótão com bastante área útil.

Assim, o espaço destinado a uso privado comporta dois quartos com casas de banho no mezanino e, no corpo paralelo, três das unidades de alojamento beneficiam de um espaço em mezanino com área útil bastante generosa, que poderá ser destinado a zona de dormir. Ainda no corpo mais a sul, a existência de uma pequena mansarda abre a entrada para um espaço de sala com acesso por um pátio exterior (que é a cobertura da sala de refeições / estar de uso dos utentes). Este pátio e sala apenas têm acesso pelos quartos que se encontram no nível superior da habitação do proprietário e assim sendo a sua utilização é restrita.

O pátio principal com acesso direto da rua faz a distribuição para a habitação do proprietário, a zona de apoio ao TER e um pequeno telheiro que permite o acesso a quatro das seis unidades de alojamento. A zona de apoio ao TER é composta por sala de estar/refeições, bar, copa e despensa, instalações sanitárias de funcionários e utentes do TER. As unidades de alojamento 3, 4 e 5 beneficiam de um mezanino.

As unidades de alojamento 1 e 2 a que se acede pelas traseiras do edifício, zona nordeste, têm um pátio privado através do qual se faz o acesso ao interior das unidades de alojamento.

A habitação do proprietário é constituida por uma suite com closet, instalação sanitária social, cozinha, despensa/lavandaria com uma cota superior e com acesso direto a um pátio, sala e espaço de escritório. No mezanino estão dispostos dois quartos com casa de banho privada e com saída direta para um terraço. Este terraço, cobertura da sala de estar/ refeições do TER, comunica com um espaço de sala localizado em sótão/ mansarda. A habitação usufrui de zona de cave com acesso automóvel através de rampa exterior e acesso por escadas a partir do interior da habitação.

previous arrow
next arrow
Slider
Close Menu